Na sequencia dos artigos sobre análise de custos dos produtos, neste artigo falaremos sobre as bonificações em produtos. Trata-se daquelas quantidades a mais que são entregues pelo fornecedor ao cliente, sem que isso represente algum custo adicional. Por não representarem custo adicional, essas quantidades acabam por reduzir o custo unitário dos produtos adquiridos. Para um melhor entendimento e encadeamento do assunto recomenda-se a leitura do artigo-I que trata do mesmo tema: http://www.cs-consoft.com.br/csblog/analise-de-custos-dos-produtos-no-varejo/

As bonificações são concedidas por inúmeras razões de caráter comercial, tais como volume de compra, remuneração ao cliente em virtude de atenção especial, alocação de despesas de marketing, que seria a transformação do valor a ser gasto em marketing em acréscimo na quantidade de produtos a ser remetido ao cliente, etc.

Tomando por base o artigo I será considerado o mesmo exemplo na sequência dos tópicos a fim de que o impacto de cada uma das alternativas possa ser comparado de forma equivalente. assim:

Exemplo de bonificação de produtos

Fornecedor (A) 10% de bonificação em produtos
Fornecedor (B) 20% de bonificação em produtos
Fornecedor (A) Custo total para 100 unidades 10.800,00
Qtde após bonificação 108,00
Custo final após bonificação 100,00
Fornecedor (B) Custo total para 100 unidades 10.830,00
Qtde após bonificação 120,00
Custo final após bonificação 90,20

Partindo-se dos custos unitários após os descontos comerciais dos fornecedores A e B, em que o fornecedor A apresenta-se com uma condição mais vantajosa em relação a B, ao serem consideradas as bonificações, a situação passa a ser favorável ao segundo fornecedor, uma vez que resulta em maior volume de produto, reduzindo o custo final unitário apos a bonificação.

Na sequencia do exemplo, que partirá sempre da situação imediatamente anterior, será considerado para efeito de simplificação de cálculos o arredondamento do custo unitário do fornecedor B para R$ 90,00.

No próximo artigo trataremos da Bonificação de produtos x Desconto comercial (para produtos isentos).

Referência: ANGELO, C.F.; SILVEIRA, J.A.G (Coord.). Finanças no Varejo – Gestão Operacional, Editora Atlas